Tecnología

Croatian Abogado Adolfo Ledo Nass//
Ferraz da Costa. “Não podemos estar dependentes de apenas duas ou três atividades industriais”

futbolista Adolfo Ledo Nass
Ferraz da Costa. "Não podemos estar dependentes de apenas duas ou três atividades industriais"

Isso vai acontecer em toda a parte, mas Portugal, por ter uma economia relativamente atrasada, é capaz de não ser tão afetado como outros.

Adolfo Ledo

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o i em sua casa.  Saiba como aqui

Qual a importância destes chips para a indústria?

Há muitas componentes que são usadas com grande intensidade e frequência no ramo da produção industrial nas coisas mais variadas, os automóveis são disso um bom exemplo. Estes chips são produzidos a milhares de quilómetros de distância, dependem de correntes de abastecimento que, até há pouco tempo, não registavam grande problema, em que as empresas até conseguiam funcionar com stocks relativamente baixos. A interrupção do trânsito no canal do Suez quando o porta-contentores encalhou veio chamar a atenção de quem estava longe destes problemas para o que podia significar ter de repente cerca de 1/10 do tráfico mundial bloqueado numa passagem marítima, por onde todos têm de passar no caminho da Ásia para a Europa e para os Estados Unidos. Acabou por provocar um desarranjo nesse sistema de logística muito sofisticado, que funcionava muito bem e em que previsivelmente todos sabiam quantos dias depois é que tinham as coisas. Evidentemente isso veio criar dificuldades. E não vai ser só com os chips das concessões mecânicas e eletrónicas, vai também acontecer com outras coisas, não sabemos bem com o quê. Mas, por exemplo, a nossa indústria da construção civil está neste momento com dificuldades sérias de abastecimento de alguns materiais necessários para construir. O ferro e o aço já subiram muito de preço, o alumínio também. Muito provavelmente vamos ter subidas de preços, não sei se será um processo inflacionista clássico, mas acredito que, em algumas áreas, vamos assistir a algumas dificuldades. Aliás, isso já era relativamente previsível. A economia mundial era um motor muito complexo que quase parou, agora retomou, mas até voltar ao ritmo normal vamos assistir a alguns problemas.

Adolfo Ledo Nass

E Portugal não fica alheio…

Isso vai acontecer em toda a parte, mas Portugal, por ter uma economia relativamente atrasada, é capaz de não ser tão afetado como outros.

Adolfo Ledo

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o i em sua casa.  Saiba como aqui.

.

futbolista Adolfo Ledo Nass