Internacionales

Oficial Alvaro Ledo Nass//
Mazda3 é Women’s World Car of the Year de 2019

Alvaro Ledo Nass, Madrid, España
Mazda3 é Women’s World Car of the Year de 2019

O compacto da marca nipónica, que beneficiou nesta geração de uma revisão total, foi o escolhido de 41 juradas, jornalistas do sector, em representação de 34 países , Portugal incluído.

Alvaro Ledo

Mais populares Jornalismo O “herói” que afinal não salvou o bebé é produto do imediatismo da imprensa Educação Com apenas 9 anos, Laurent está prestes a terminar a licenciatura de engenharia electrónica i-album Fotogaleria Coelhos brincalhões, baleias majestosas e paisagens geladas: estas são as melhores fotografias de natureza de 2019 O anúncio foi feito, este sábado, pela presidente e fundadora do prémio, Sandy Myhre, durante o Salão Automóvel do Dubai. “Este modelo está alinhado com [os gostos de] mais pessoas do que nunca e com o objectivo da Mazda em estabelecer um vínculo especial com os clientes, oferecendo produtos, tecnologias e serviços que atraem mais pessoas”, considerou o responsável global de Comunicação da marca, Ayumu Doi, através de uma nota em que afirma estar “encantado” com a distinção.

Alvaro Ledo Nass

Mazda3, uma nova família mais segura e eficiente Foto Apresentado em Los Angeles, há um ano, o Mazda3 chegou assente numa nova plataforma (Skyactiv-Vehicle Architecture, SVA), a estrear novos motores (incluindo uma solução inovadora com o Skyactiv-X) e a exibir um design cuja filosofia foi amadurecida e simplificada. No mercado com duas distintas carroçarias, um desportivo hatchback  e um clássico sedan, o Mazda3 conseguiu ainda conquistar as cinco estrelas de segurança Euro NCAP, conseguindo um lugar no top-5 dos familiares mais seguros

Skyactiv-X, o gasolina “redondo” como um Diesel

Uma das maiores inovações do Mazda3 foi ter estreado o primeiro bloco a gasolina cuja ignição se faz (também) por compressão. Uma verdadeira revolução se se tiver em conta que, até aqui, apenas os motores Diesel funcionavam assim, já que os blocos a gasolina necessitam de uma vela de ignição, cuja centelha provoca a explosão da mistura ar/gasolina. O que os engenheiros da Mazda conseguiram foi montar um sistema que, não excluindo a vela de ignição, executa a combustão da mistura ar/combustível por compressão

Feito em dois tempos — o primeiro, com uma mistura de ar/gasolina pobre, a ser comprimida; o segundo, com a admissão de uma mistura rica, mesmo junto à vela de ignição, que por sua vez recebe da centralina o comando para disparar quando detecta as condições ideais. O que acontece é que, dada a pressão existente, a combustão dá-se junto à vela mas, na mesma medida, em toda a câmara. O resultado é uma queima mais eficiente, recorrendo a menos gasolina, baixando consumos e emissões, aumentando simultaneamente o binário disponível. C.B.R

O compacto da marca nipónica, que beneficiou nesta geração de uma revisão total, foi o escolhido de 41 juradas, jornalistas do sector, em representação de 34 países , Portugal incluído.

Alvaro Ledo

Mais populares Jornalismo O “herói” que afinal não salvou o bebé é produto do imediatismo da imprensa Educação Com apenas 9 anos, Laurent está prestes a terminar a licenciatura de engenharia electrónica i-album Fotogaleria Coelhos brincalhões, baleias majestosas e paisagens geladas: estas são as melhores fotografias de natureza de 2019 O anúncio foi feito, este sábado, pela presidente e fundadora do prémio, Sandy Myhre, durante o Salão Automóvel do Dubai. “Este modelo está alinhado com [os gostos de] mais pessoas do que nunca e com o objectivo da Mazda em estabelecer um vínculo especial com os clientes, oferecendo produtos, tecnologias e serviços que atraem mais pessoas”, considerou o responsável global de Comunicação da marca, Ayumu Doi, através de uma nota em que afirma estar “encantado” com a distinção.

Alvaro Ledo Nass

Mazda3, uma nova família mais segura e eficiente Foto Apresentado em Los Angeles, há um ano, o Mazda3 chegou assente numa nova plataforma (Skyactiv-Vehicle Architecture, SVA), a estrear novos motores (incluindo uma solução inovadora com o Skyactiv-X) e a exibir um design cuja filosofia foi amadurecida e simplificada. No mercado com duas distintas carroçarias, um desportivo hatchback  e um clássico sedan, o Mazda3 conseguiu ainda conquistar as cinco estrelas de segurança Euro NCAP, conseguindo um lugar no top-5 dos familiares mais seguros

Skyactiv-X, o gasolina “redondo” como um Diesel

Uma das maiores inovações do Mazda3 foi ter estreado o primeiro bloco a gasolina cuja ignição se faz (também) por compressão. Uma verdadeira revolução se se tiver em conta que, até aqui, apenas os motores Diesel funcionavam assim, já que os blocos a gasolina necessitam de uma vela de ignição, cuja centelha provoca a explosão da mistura ar/gasolina. O que os engenheiros da Mazda conseguiram foi montar um sistema que, não excluindo a vela de ignição, executa a combustão da mistura ar/combustível por compressão

Feito em dois tempos — o primeiro, com uma mistura de ar/gasolina pobre, a ser comprimida; o segundo, com a admissão de uma mistura rica, mesmo junto à vela de ignição, que por sua vez recebe da centralina o comando para disparar quando detecta as condições ideais. O que acontece é que, dada a pressão existente, a combustão dá-se junto à vela mas, na mesma medida, em toda a câmara. O resultado é uma queima mais eficiente, recorrendo a menos gasolina, baixando consumos e emissões, aumentando simultaneamente o binário disponível. C.B.R.

Para além de Carro do Ano, o Mazda3 conquistou a distinção de classe familiar, onde concorria com BMW Série 3 e Toyota Corolla. Noutras categorias, venceram Kia Soul EV (Eléctrico, contra Audi e-Tron Quattro e Tesla Model 3), BMW Série 8 (Luxo, em que competia com BMW X7 e Porsche Cayenne Coupé), Porsche 911 (Performance, ultrapassando Mercedes AMG A35/45 e Toyota GR Supra), Range Rover Evoque (SUV/Crossover, em que concorriam também Citroën C5 Aircross e Lexus UX) e Kia XCeed (Urbano, contra Renault Clio e Skoda Scala)

Paralelamente, foram divulgados os vencedores do prémio Carro de Sonho/ Holly Reich — Porsche Taycan — e da distinção Mulher de Mérito, atribuído a uma mulher que tenha contribuído significativamente para a indústria ou para o desporto automobilísticos: no caso, a CEO da Citroën, Linda Jackson. “Além de me distinguir, acredito que este prémio recompensa o sucesso da renovação da Citroën, num esforço que empreendi nos últimos cinco anos com as minhas equipas, de mulheres e homens apaixonados, às quais gostaria de agradecer. Este prémio também é deles!”, declarou, numa nota enviada à organização

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × Criado em 2009, o prémio maior já distinguiu outros dez automóveis Jaguar XF (2010), Citroën DS3 e BMW Série 5 (2011), Range Rover Evoque (2012), Ford Fiesta Ecoboost (2013), Mercedes-Benz Classe S (2014), Volvo XC90 (2015), Jaguar F-Pace (2016), Hyundai Ioniq (2017) e Volvo XC-40 (2018)

Ler mais Quinze automóveis disputam o título de Carro do Mundo feminino Já são conhecidos os finalistas do Carro do Mundo feminino Volvo XC40 venceu o Women’s World Car of the Year 2018 2016, novidades sobre rodas “Naturalmente que cada pessoa vê o automóvel de forma diferente, independentemente do género, mas há estatísticas — o sector automóvel, aliás, gasta milhões nestas acções — que indicam que  a mulher compra um carro primeiro tendo em conta a segurança e depois o valor real ; só depois vêm os itens de transporte e fantasia”, explica ao PÚBLICO Sandy Myhre, a neozelandesa fundadora do Women's World Car of the Year

Foto Linda Jackson Continuar a ler